América Colonial Espanhola

A princípio com a Era dos descobrimentos houve os  primeiros contatos com povos nativos que residiam neste solo, logo que os europeus vislumbravam as riquezas que o continente americano poderia oferecer, assim querendo uma autonomia sobre está riquezas e o monopólio exclusivos como uso do Mercantilismo.

Por outro lado os povos nativos não viram com bons olhos essa chegada dos desconhecidos, desta forma gera revoltas internas contra esse povo desconhecido, assim os europeus com seu poderio superior, conseguem subjuga-los mostrando seu poder, bem como conquistando seus territórios e  dando início ao processo de colonização na América.

Colonização da América

  Colonização da América

Objetivo

Os povos europeus afinal queriam as riquezas do Novo Mundo, porque dinheiro significa poder. Gerando assim o Novo Mundo uma fonte nova de riquezas inimagináveis, quando os espanhóis conseguem ocupar o continente americano depois de derrotar os ameríndios, tem-se a necessidade de uma politica administrativa para controlar o processo de extração das riquezas no continente americano e organizar o império colonial da América Espanhola. 

Organização

A Coroa espanhola era quem tinha o controle pelo territórios, com uma organização politico-administrativa que constitui-a uma divisão em seus território para um maior controle, sendo feita  a divisão da América em 4 grandes Vice-Reinos, desta forma:

  • Nova Espanha (América Central e México)
  • Nova Granada (Equador, Colômbia, Venezuela e Panamá)
  • Peru(Peru, Bolívia e Chile)
  • Rio Prata(Argentina, Uruguai e Paraguai)

Possuindo também 4 Capitanias gerais (não colonizados e em pontos estratégicos) em:

  • Cuba
  • Guatemala
  • Chile
  • Venezuela

Administração da colônia

A princípio tinha a necessidade de se fazer  formas para ter um controle efetivo dos respectivos territórios, com mecanismos de administração sendo:

  • Casa de Contratação (supervisiona o comércio e Tributos)
  •  Porto único (Sevilha único porto de entrada e saída )
  • Conselho da índias( responsável por escolher o administrador da colônia e a divisão do território)
  • Audiências (Justiça da colônia)

Sendo os Vice-reis e Capitães Gerais nomeados pela  Coroa, possuindo os Vice-Reis poder máximo nas Colônias determinando a vida, em seus inúmeros setores é tomar decisões em nome do Rei, sendo cargos conotados a elite.

Sociedade

A sociedade colonial era composta por:

  • Chapetones (espanhóis com cargos importantes na administração da Colônia)
  • Criollos (Filhos de espanhóis- elite)
  • Indígenas
  • Escravos

Sistema Colonial

O governo espanhol para garantir sua fonte de riquezas, fez regras para uma exploração no Novo Mundo e estabeleceu o sistema de colônia, onde possui uma relação entre Metrópole(Coroa Espanhola) e Colônia (Território descoberto).

Querendo um enriquecimento com uma política de balança comercial favorável, onde quase tudo que fosse produzido, seria vendido com uma margem de lucro.

No qual esse  lucro,  geraria uma balança comercial favorável e o obtentor deste lucro seria a Metrópole, sendo voltado esse  trabalho no  empreendimento da mão-de-obra escrava.

Sistema de trabalho

Sistema de trabalho de encomienda

 Sistema de trabalho de encomienda

Sendo a base econômica desta sociedade a exploração do território, primordialmente pela mineração.O sistema de trabalho era divido a partir desta em:

  • Mita (trabalho forçado com baixa remuneração, onde as tribos mandava um número de trabalhadores para exercer essa função)
  • Encomienda (trabalho de ameríndio )

Em síntese a América Colonial Espanhola, foi um forte de empreendimento que tornou a Europa uma das potências de maior quantidade de poder em função de suas riquezas. Neste período colonial tem uma politica econômica mercantil de grande importância, que faz com que a exploração de minas na América, fosse implementado com grande disseminação.

 

 

 

Deixe um Comentário